Com atuação em 11 cidades, mutirão do IAT completa dez dias de trabalho no RS

São 67 técnicos do órgão ambiental à disposição do governo gaúcho. O grupo está trabalhando em duas frentes: limpeza urbana e distribuição de água potável por meio de caminhões-pipa; e no resgate de pessoas, animais e apoio logístico com embarcações e caminhonetes 4x4.
Força-tarefa com voluntários do IAT está concentrada em 11 municípios do Rio Grande do Sul. | Foto: IAT-PR

A equipe de voluntários do Instituto Água e Terra (IAT) completou nesta quarta-feira (22) dez dias de atuação ininterrupta para ajudar as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. São atualmente 67 técnicos do órgão ambiental à disposição da Defesa Civil local. O grupo está trabalhando em duas frentes: limpeza urbana e distribuição de água potável por meio de caminhões-pipa; e no resgate de pessoas, animais e apoio logístico com embarcações e caminhonetes 4×4.

Força-tarefa com voluntários do IAT está concentrada em 11 municípios do Rio Grande do Sul. | Foto: IAT-PR

Neste momento, a ação de limpeza pública de ruas, praças, escolas, creches e hospitais, entre outros espaços, está concentrado nos municípios de Estrela, Colinas, Roca Sales, Arroio do Meio, Muçum, Encantado, Cruzeiro do Sul, Sinimbu e Rio Pardo. Nesta quinta-feira (23), o apoio será estendido para Venâncio Aires com a chegada de nove novos caminhões-pipa cedidos por cidades vinculadas à regional do IAT de Ivaiporã, no Vale do Ivaí. Como cinco veículos tiveram de retornar para o Paraná, o comboio conta atualmente com 35 caminhões.

Já a assistência logística, com o suporte de sete caminhonetes 4×4 e cinco barcos para resgates, colabora com a distribuição de alimentos, água e medicamentos e no transporte de insumos e mantimentos. Essa parte do grupo, com 22 pessoas, ficará concentrado a partir desta quinta (23) na região do Lago Guaíba, em Porto Alegre. A previsão é que a força-tarefa siga pelo menos até o dia 29 de maio no Rio Grande do Sul.

“Cada equipe cuida de dois municípios e vamos revezando conforme a necessidade e das demandas da Defesa Civil e das prefeituras”, destacou o chefe do escritório regional do IAT em Irati e um dos coordenadores da operação, Jonas André Bankersen.

CAMINHÕES – Os caminhões-pipa integram o projeto Patrulha Ambiental, inciativa da Sedest executada pelo IAT. Desde 2019, foram entregues aos municípios 733 veículos, entre caminhões-baú, compactadores, modelos limpa-fossas, caminhões-pipa e poliguindastes, totalizando um investimento de R$ 206,8 milhões.

AÇÕES – O Paraná tem prestado apoio às cidades gaúchas com o envio de forças de segurança, equipamentos e alimentos. Além de dezenas de bombeiros para trabalhar nos resgates, foram enviados policiais militares para ajudar a coibir roubos e saques nos locais mais afetados, policiais civis para apoiar as autoridades locais e profissionais da Polícia Científica. Por meio da Defesa Civil, já foram enviados mais de 8,4 mil toneladas de alimentos e mantimentos arrecadados pela campanha SOS RS.

O Governo do Estado enviou também viaturas, caminhões-tanque, embarcações e helicópteros, que estão sendo usados em diversas frentes de trabalho, além de bolsas de sangue, medicamentos e profissionais de outras áreas.

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Compartilhe
Comente

Mais do Em PG é Assim

Em busca de emprego? Não perca as vagas em Ponta Grossa em 17/06!
As vagas de emprego disponíveis nesta segunda (17), segundo Sine Ponta Grossa
Ônibus da Vacina – Confira os locais de Atendimento, 12/04
Torta de sardinha – Receita fácil
Aprenda a fazer uma torta de sardinha de maneira rápida e saborosa.

Categorias

Pontagrossauros 😂

Ria com os melhores memes de Ponta Grossa e região.

Dê uma volta ao passado com fotos de lugares marcantes em PG.

Confira a agenda de eventos de Ponta Grossa.