Caso Evandro: Após 31 anos, Justiça anula condenação de quatro réus em revisão criminal

A revisão criminal foi baseada em novas evidências que constatam que confissões foram falsas e motivadas por tortura.
Evandro Ramos Caetano — Foto: Reprodução/RPC

Nesta quinta-feira (9), os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) decidiram anular as condenações dos réus do caso Evandro, entre eles: Beatriz Abagge, Davi dos Santos Soares, Osvaldo Marcineiro e Vicente de Paula Ferreira (que faleceu em 2011).

Nos áudios revelados, foi descoberto que houve tortura nas confissões e com 3 votos a 2, os desembargadores votaram pela absolvição. Declarando a inocência dos réus, pela morte de Evandro Ramos Caetano, ocorrida em Guaratuba, 1992. Essa decisão é irrecorrível e os inocentados podem recorrer a indenização civil.

Compartilhe
Comente

Mais do Em PG é Assim

Em busca de emprego? Não perca as vagas em Ponta Grossa em 26/02!
As vagas de emprego disponíveis nesta segunda-feira (26), segundo Sine Ponta Grossa
Ônibus da Vacina – Confira os locais de Atendimento, 12/04
Torta de sardinha – Receita fácil
Aprenda a fazer uma torta de sardinha de maneira rápida e saborosa.

Categorias

Pontagrossauros 😂

Ria com os melhores memes de Ponta Grossa e região.

Dê uma volta ao passado com fotos de lugares marcantes em PG.

Confira a agenda de eventos de Ponta Grossa.